PSOL protocola representação contra três deputados na Corregedoria da Câmara

Parlamentares são alvos de investigação da PF por fraudes no Ministério do Trabalho.

A Bancada do PSOL na Câmara protocolou no dia 5 de junho, na Corregedoria Parlamentar da Câmara dos Deputados uma representação contra os deputados federais Jovair Arantes (PTB/GO), Wilson Filho (PTB/PB) e Paulinho da Força (SD/SP), cujos gabinetes foram alvo de batida da Polícia Federal no último dia 30 de maio.

A Operação da Polícia Federal – que pediu a prisão dos três parlamentares e também de Roberto Jefferson, deputado cassado e presidente do PTB – investiga um provável “loteamento” do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e tem como objetivo desarticular uma suposta organização criminosa integrada por políticos e servidores que teria cometido fraudes na concessão de registros de sindicatos pelo MTE. Segundo a PF, os registros eram obtidos mediante pagamento de vantagens indevidas. As prisões, no entanto, foram negadas pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em sua representação, o PSOL na Câmara exige a instauração de procedimento para apurar a notícia de ilícito envolvendo os deputados citados, nos termos do artigo 21-F, III, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, em defesa da transparência e da lisura no exercício dos mandatos.

ImprimirEmail