Comissão parlamentar reúne especialistas em Brasília para falar sobre Barcarena

Juristas, pesquisadores e parlamentares debatem na próxima terça (13) soluções para o desastre ambiental ocorrido em fevereiro.

Na próxima terça-feira (13), às 14h30, o deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL/PA), coordenador da Comissão Externa da Câmara dos Deputados responsável por investigar os vazamentos de rejeitos químicos na cidade paraense de Barcarena, vai receber na casa representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PA) e do Instituto Evandro Chagas (IEC). Toda a bancada do Pará também foi convocada a participar, assim como entidades como o Ministério do Meio Ambiente, Ibama, Defensoria Pública, Ministério Público e o governo estadual.

A audiência pública tem por objetivo discutir novas ações e medidas legais para investigar a origem da contaminação da água e do solo na cidade, a severa ocorrência massiva de câncer e outras doenças na população local, o funcionamento das empresas mineradoras e a geração e manutenção de milhares de postos de trabalho nessas atividades.

A comissão visitou as instalações da Hydro Alunorte em Barcarena ainda em fevereiro, poucos dias após as denúncias feitas por moradoras e moradores da região. A empresa, com sede na Noruega, é acusada de ser a responsável pelo desastre. Edmilson coordenou o grupo parlamentar na visita e depois se reuniu com a comunidade para verificar in loco as denúncias.

O parlamentar lidera também uma mobilização na Câmara para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que tem como objetivo a investigação dos vazamentos de produtos químicos provenientes das atividades de mineração na região de Barcarena. Segundo a Defensoria Pública do Pará, de 2000 até fevereiro de 2018, 26 ocorrências com forte impacto socioambiental foram registradas no local.

 

SERVIÇO

Audiência pública sobre o desastre ambiental em Barcarena, no Pará

Data: Terça-feira (13), às 14h30

Local: Câmara dos Deputados, Anexo II, Plenário 3. Brasília-DF

 

Do Mandato Edmilson Rodrigues.

Foto: Divulgação / Semas

ImprimirEmail