PSOL contra Secom e eu titular por ofensas no Twitter oficial contra Petra Costa

.

A bancada do PSOL na Câmara representou contra a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) e seu titular, Fábio Wajngarten, no Ministério Público Fderal do Distrito Federal e na Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão. A representação, protocolado nesta terça-feira (03/02), refere-se ao tuite do secretário contra a cineasta Petra Costa

A Secom do governo de Jair Bolsonaro usou uma conta oficial do governo, o Twitter, para atacar e caluniar a cineasta Petra Costa, indicada ao Oscar de melhor documentário por "Democracia em Vertigem" – que aborda criticamente o golpe parlamentar contra a ex-Presidenta Dilma Rousseff.

A conta da Secom no twitter realizou uma postagem chamando Petra Costa de “militante anti-Brasil”. As críticas foram geradas por declarações que a diretora deu à PBS, uma emissora pública dos Estados Unidos, acerca da atual conjuntura política que o Brasil vive desde o golpe parlamentar de 2016.

É preciso relembrar que a Secom está sob a guarida de Fabio Wajngarten, que omitiu sobre as atividades de sua empresa e os contratos com TVs e agências de propaganda que recebem dinheiro da própria secretaria, de ministérios e de estatais do governo federal.

O cinema brasileiro merece respeito!

ImprimirEmail