Eduardo Bolsonaro é alvo de dois processos no Conselho de Ética

Eduardo Bolsonaro é alvo de dois processos no Conselho de Ética

O Conselho de Ética da Câmara instaurou no dia 26/11 dois processos contra o deputado Eduardo Bolsonaro.

O primeiro é da representação do PSOL, PT, PCdoB e Rede com a justificativa de que o número 3 de Jair Bolsonaro defendeu a decretação de um novo AI-5 no Brasil.

O líder do PSOL, deputado Ivan Valente, disse que “um membro do Parlamento não pode atentar contra o próprio Parlamento. Eduardo Bolsonaro fez uma ameaça ao direito de manifestação, que se o povo fosse pra rua haveria repressão e um novo AI-5. Isto é ameaça à democracia. Ele deve ser punido de acordo com o Código de Ética.”

Já o outro processo foi instaurado a partir de representação do próprio partido do deputado, o PSL, em razão das trocas de ofensas entre ele e a deputada Joice Hasselmann, depois de ela ter perdido a liderança no Congresso.

 

ImprimirEmail