PSOL cobra explicações do governo sobre aumento na liberação de agrotóxicos

 .

 A bancada do PSOL protocolou nesta quarta-feira (27.02) requerimento de informações cobrando do Ministério da Agricultura explicações sobre o aumento excessivo na liberação de agrotóxicos em 2019. Em menos de dois meses, o governo federal autorizou o uso de quase 90 diferentes tipos de agrotóxicos.

Dados adquiridos pelo PSOL apontam que entre 1º de janeiro e 21 de fevereiro de 2019, foram liberados 86 agrotóxicos diferentes – 26 a mais do que no mesmo período do ano passado. Há 9 anos, em 2010, sete agrotóxicos haviam sido liberados.

Não é só a quantidade de agrotóxicos autorizados que preocupa a bancada do PSOL, mas a capacidade destrutiva dos ativos: 43% das novas aprovações são de ingredientes considerados altamente ou extremamente tóxicos. Entre as novas aprovações deste ano, está um ingrediente ativo que é novo no país, o Sulfoxaflor, que já teve seu registro cassado nos Estados Unidos por ser potencialmente danoso às abelhas.

Para o PSOL, o governo brasileiro vai na contramão da maioria dos estudos científicos, assumindo uma postura de estímulo ao uso de agrotóxicos, com potencial de impacto negativo na saúde humana e no meio ambiente, ao invés de encontrar alternativas de menor impacto que já existem no mercado e que precisam ser replicadas e/ou aprimoradas em sistemas agrícolas.

O Requerimento de Informações 118 é destinado à ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, que terá 30 dias para responder a partir da data de recebimento.

Veja a íntegra do RI:

https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1715415&filename=RIC+188/2019

ImprimirEmail