Frente Parlamentar “Diretas Já!” será lançada no Congresso

Ligado .

PSOL, PSB, PT, PDT e PCdoB encabeçam movimento suprapartidário em defesa das eleições diretas imediatas.

Na próxima quarta-feira (7/6), às 16 horas, será lançada a Frente Parlamentar Suprapartidária por eleições Diretas, no Salão Nobre da Câmara. Formada por cinco partidos, incluindo PSOL, PSB, PT, PDT e PCdoB, a Frente pretende unir parlamentares de todos os campos políticos.

O objetivo central é somar-se ao protagonismo de artistas, intelectuais e sociedade civil organizada pelas Diretas Já. Além disso, fortalecer a pressão sobre o Congresso para aprovar a Proposta de Emenda 227/16, que visa alterar a Constituição para garantir que eleições diretas sejam convocadas em caso de vacância do cargo de presidente da República até seis meses antes do fim do mandato. A proposta está na pauta da Comissão de Constituição e Justiça e quase foi votada na última quarta-feira (31). Mas a base aliada do governo de Michel Temer impediu o fechamento de um acordo para votar a PEC e a apreciação mais uma vez foi adiada.

No Senado, a CCJ aprovou na semana passada uma proposta semelhante, que também garante a convocação de eleições diretas. Nesse caso, as diretas podem ocorrer em caso de vacância da Presidência nos três primeiros anos de mandato – situação de Temer, caso ele saia do cargo até o fim deste ano.

A aprovação no Senado representa a força da pauta das Diretas Já no país. Segundo pesquisa do Instituto Paraná,  90,6% dos brasileiros querem uma nova eleição para presidente do Brasil.

Luiz Araújo, presidente nacional do PSOL, explica que a Frente visa conquistar apoio dentro do Parlamento de diversos partidos para garantir uma maioria na votação das PECs e ter eleições diretas o mais breve possível. “O esforço agora é impedir que este Congresso Nacional decida o futuro do país em caso de queda de Michel Temer”.

 

Serviço:
Lançamento da Frente Parlamentar Suprapartidária por eleições Diretas Já
Quando: Dia 07/06/2017 (Quarta-feira)
Onde: Salão Nobre da Câmara dos Deputados
Horário: 16h