Não em nosso nome.

NOTA OFICIAL

 

Não em nosso nome

 

A respeito da notícia divulgada pela imprensa de que a Câmara dos Deputados teria solicitado à Advocacia-Geral da União ação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não considerar os fatos e informações investigados no setor de informática da Casa que podem comprovar o envolvimento do presidente Eduardo Cunha, o PSOL afirma que:

 

1. Nenhuma iniciativa em nome da Câmara deve ser tomada sem se ouvir, ao menos, a Mesa Diretora;

2. É praxe também nesses casos consultar o Colégio de Líderes;

3. A atitude mínima esperada seria informar na reunião das lideranças e em plenário sobre essa iniciativa – o que jamais foi feito.

 

Para o PSOL, a Câmara dos Deputados não tem donos e, em relação à Operação Lava Jato, tem o dever de apoiá-la integralmente – e não se utilizar de corporativismo e tentar blindar parlamentares que estejam sendo investigados.

 

 

Deputado Chico Alencar

Líder do PSOL na Câmara dos Deputados

 


Brasília, 7 de agosto de 2015.

ImprimirEmail